Pá Pá Pá entre Plim Plim

 

Um grande batalhão

helicóptero, caveirão

Claquete… Ação

Na TV, no plantão

 

Os heróis ressurgiram

outro morro subiram

bandidos não reagiram

castelos descobriram

 

Agendaram data e hora

No script, sem demora

Para ninguém perder

E para ninguém prender

 

Hastearam a bandeira, filmou?

Será que o telespectador gostou?

Mas nenhum sangue jorrou

A prévia, horas antes, Galvão narrou

 

O caos vende, dá lucro

A pessoa se rende, compra o produto

Não a droga do morro, o ilegal

Mas aquele que passou no comercial

 

A população está indignada

com a mansão levantada

pelo custo da erva e do pó

pela lei de matar, sem dó

 

Leblon, Barra, Projac

Playboy fuma e cheira

Para o pobre sobra o crack

Todos usam, população inteira

 

A culpa é da polícia, uns dirão

A culpa é do governo, reforçarão

A culpa é da família, replicarão

Ou culpa é a falta de Deus, perdão

 

Não querem acabar com essa tragédia

Não é bom a bala perdida dar trégua

Fantástica televisão, há influência

Povo não questiona, muita audiência

 

Plim Plim e a lavagem começou

Pá Pá Pá, o choro se escutou

Uns ao vivo, no conforto da poltrona

Outros mortos, é de chumbo a azeitona

 

Tudo arquitetado, minuciosamente pensado

Tudo para agradar o eleitorado

No horário nobre, televisionado

Só com Tropa na TV morro é pacificado

 

Ipanema, Jardins, Pampulha, Morumbi

Moinhos do Vento, Boa Viagem, Copacabana

Batel, Barra, Lago Norte, Itaim Bibi

É daí que surgiu tudo, vem daí a grana

 

Sem medo para pedir droga, há nextel

Entrega rápida, até na claridade do céu

Aviãozinho empregado, nike no pé

Sobrevive quem não é X9 do Pajé

 

Domingo tem sol, futevolei, ver o mar

Final da tarde enrola um para queimar

Fantoches são Nem, ADA, CV e Beira-Mar

A indústria atrás do estúdio não serve só para gravar

 

Audiência, nunca serão, jamais serão

Nascimento é produto de eleição

Financiado por engravatados, empreiteiras

Acorde!, isso tudo não é brincadeira

 

Cuidado é pouco com a platinada

População pode estar viciada

Sensacionalismo, mente domesticada

Logo chega a Copa, corrupção justificada

 

Marcio Vieira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: