A ditadura do voto obrigatório

Em anos eleitorais todos os meios de comunicação são, obrigatoriamente, invadidos por propagandas eleitorais gratuitas. Cada partido, conforme sua representatividade, tem lá seu espaço para divulgar as propostas dos seus candidatos.

E, infelizmente, nosso espaço é invadido por ex-celebridades que vão tentar reaparecer na mídia, sair do ostracismo. São pessoas que não se contentam em aparecer esporadicamente na Luciana Gimenez ou em outros lixos programas similares.

Vejamos alguns ridículos candidatos:

Muita gente acha engraçado ver o Tiririca dizer que pior não fica se votarem nele. Engraçado seria, se não fosse trágico.

São candidatos direcionam sua campanha para atingir, principalmente, as classes C e D, e outras pessoas que não tiveram acesso à uma educação de qualidade, pessoas que mal foram alfabetizadas e que não se interessam por notícias de governos, de políticos, etc.

Com isso, surgem pilantras espertos candidatos que buscam voto a partir da sua popularidade, seja por causa de uma bunda, por causa de uma piada, por causa de um gol, etc. Alguns destes já ganharam muito dinheiro na vida, mas perderam porque não tiveram capacidade de administrar a fama.

O que a maioria dos eleitores só sabem é que são obrigados a votar, senão levarão uma multa. O coitado já vive mal, sobrevive em meio a tiroteios, inundações, leva horas e horas em deslocamento dentro de ônibus lotados em avenidas congestionadas, impossibilitando tempo para estudar, para crescer na vida e, quando chegam as eleições, falsos políticos os consideram como cidadãos, pregam a importância do voto em propagandas exigindo um voto consciente de uma consciência que não está preparada para votar.

Então, essas dezenas de milhões de brasileiros que vivem sem acesso à cultura, à informação, à uma vida digna, são convocados, intimados ao voto. Um voto que eles sabem que não fazem merda nenhuma de diferença na vida deles, um voto a mais em uma vida de menos.

Só que (aí inclui-se todas as classes sociais) a maioria não sabe é o valor da verba de um gabinete de um deputado federal, por exemplo, que esses malandros querem receber: todo mês, cada gabinete recebe mais de 120 mil reais por mês, entre salários, auxílios, para uma pequena equipe (escolhida pelo eleito). Em quatro anos, serão mais de R$ 6.300.000,00 para uma imbecil rebolar a bunda representar o povo.

Está mais que claro que, quando o governo obriga todo cidadão com mais de 18 anos ao voto, é vantajoso ao processo eleitoral ter eleitores desinteressados em política para conquistar um número maior de votos. E, sentindo-se obrigados, tais eleitores estão pouco se fodendo importando quem irá pra Brasília, então vão votar em quem é mais bonitinho, mais engraçadinho, quem promete construir bomba atômica, aerotrem, etc.

Não é do interesse do governo (qualquer que seja o partido no poder) ter eleições facultativas, pois todos sabem que será uma minoria que votará, e o resto da população quer mesmo é aproveitar o domingo para fazer um churrasco, um pagode, ir para praia.

No entanto, se o voto for facultativo, idiotas como do vídeo acima terão seu espaço reduzido nas campanhas, as propagandas eleitorais abordarão com mais profundidade os temas de relevância para toda sociedade.

É clara a ditadura do voto obrigatório. Ela estimula a ignorância e o repúdio ao processo eleitoral. A população não tem a obrigação de conhecer política, e no mesmo barco estão todos: há muitos riquinhos que estão cagando e andando para quem vai governar, e há muita gente na periferia/interior/sertão/etc. que quer só tomar sua cervejinha em paz, e assim é feliz.

A população não deve ser intimada ao voto, ao comparecimento na zona eleitoral, com a ameaça de uma multa e possibilidade de cancelarem o CPF, etc.

Sejamos livres para decidir, e também para não decidir, quais serão os representantes. Isso sim é a real democracia.

Anúncios

One Response to A ditadura do voto obrigatório

  1. jorge disse:

    O voto obrigatorio não passa de uma ditadura é como um cancer que corroe o principio da Democracia , ao impor essa obrigatorie-
    dade o Estado ainda vive o resquisicio de uma ditadura camuflada
    quanto a nos cidadoes temos que conviver com a ditadura eleito-
    ral e uma corrupção politica desembestada delapidando o erario
    publico para o bel prazer de politicos que pouco se importa com a
    situação do Estado Brasileiro a esses corruptos eu os rotulos como
    abutres e assaltantes dessa patria tão maravilhosa , o nosso queri-
    do e mado BRASIL .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: